segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Cumprindo as promessas


O ano novo chegou. E agora? As promessas foram feitas. O desejo expresso é mudar, buscar coisas novas. Mudar um pouco o visual, trocar de carro, fazer aquela viagem, até mesmo trocar de emprego ou ser promovido na empresa. São desejos e metas a serem alcançadas. Não pode ficar só na vontade, não é mesmo?

As promessas, geralmente feitas no auge do Réveillon, de que agora vou me matricular em uma academia, que agora sim vou fazer caminhadas ou praticar o esporte que mais gosto não podem ficar só no papel. É preciso concretizá-las. Com muito planejamento e força de vontade tudo acontece, dessa maneira encararemos 2012 com sintonia entre alma, mente e corpo.

Como começar o ano treinando? O que faço depois de algum tempo parado? O que
fazer para ficar bem o ano inteiro? Olha, temos de começar devagar, com tudo bem
estruturado, com frequência de duas a três vezes de prática semanal.

Inicie visitando seu médico, realizando os exames necessários, identifique os excessos,
realize um plano alimentar com sua nutricionista e faça todos os testes físicos necessários com o seu professor de Educação Física. Colhidos todos os resultados, seu planejamento de treino trará ótimos resultados.

Ano novo, treinamento novo. Por que não buscar métodos que você nunca tentou? Hoje o treinamento funcional, que o nome pretende ser auto-explicativo, é um método onde não se pensa em trabalhar músculos e sim movimentos, buscando exercícios integrados (utiliza o corpo inteiro) e não somente localizado (em máquinas). A prioridade é usar pesos livres, barras e o peso do corpo, gerando mais movimento, em vez de exercícios parados ou em máquinas guiadas. Não trabalhe somente força ou resistência. Deixe o programa de treino mais completo, onde todas as habilidades biomotoras fundamentais e as capacidades físicas estejam envolvidas, como empurrar, puxar, levantar, arremessar e saltar; como o equilíbrio, flexibilidade, coordenação, agilidade, força e resistência, tornando o corpo mais inteligente.

Confundir treinamento funcional com treino de força, que é realizado em uma bola ou em bases instáveis, é algo que não deve ser feito, devemos deixar esses acessórios para o módulo de equilíbrio. O que vemos hoje é o trabalho de força sendo realizado em bases instáveis, onde muitos estudos mostram que acontece um decréscimo na produção de força por volta de 30%, e aumenta a ação do antagonista, ou seja, não podemos confundir as coisas.

Não deixe o ano acabar novamente para ficar se lamentando e acumulando novas (e velhas) promessas. Com disciplina e treinos bem planejados para o ano inteiro, o fim de 2012 será maravilhoso. Vamos lá, temos muitos treinos e objetivos para alcançar.

Persista em você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário